Perfil/Profile

Conheci Marcelo Spatafora no primeiro ano de faculdade. Era um sujeito bem-humorado e popular na escola, a quem chamávamos Comandante. Explico: ele trabalhava então na companhia aérea Varig. Mas não seriam as máquinas voadoras seu objeto de comando. Longe disso. Mas sim as câmeras fotográficas 35 mm — e, mais tarde, de vários outros formatos, como o 6 x 6.

 

Já na faculdade, Spata — apelido que pegou ainda mais que Comandante — clicava com imenso prazer.
E competência. Sua paixão pela fotografia só encontrava paralelo em outras duas: os Beatles e o cafezinho.
Ou seja, uma ótima importação e uma valiosa exportação. Era já uma representação, na vida pessoal, da imensa versatilidade deste fotógrafo que manda muito bem em diversas áreas do métier.

 

Estreitamos a amizade ainda mais quando trabalhamos juntos na mesma revista. De lá para cá, pude conferir de perto como o Spata não é um, mas vários Spatas.

 

Exatamente. Fotos para publicidade? É com ele mesmo. Craque no estúdio, clica desde uma xícara de café (pois é) para um still até automóveis. Fotos com luz artificial são uma especialidade deste beatlemaníaco que especializou-se em moda-casa trabalhando em um dos maiores estúdios de Milão.

 

Mas ele também é exímio quando recorre à luz natural, como pude constatar in loco nas diversas reportagens que fizemos juntos para revistas de viagem, seja na Itália, na Espanha, no México, no Havaí, onde fosse. E há uma realidade que nem todos os bons profissionais de sua geração souberam enfrentar: o avanço vertiginoso da tecnologia.

 

Sim, a rapidíssima passagem da fotografia analógica para a digital deixou muita gente boa na mão, até mesmo desamparada. Mas não o Spata. Ele percebeu como poucos no ramo as imensas vantagens que a tecnologia lhe traria. Tirou um cafezinho espresso, botou o “Abbey Road” para rodar e, minucioso, estudou com afinco cada desdobramento do processo. Passou a dominá-lo. Deu nisso: hoje, Marcelo Sptafora se tornou também ótimo no portrait, nos ensaios sensuais e até nas fotos de gastronomia.

 

Quando nossa turma de escola se reuniu para comemorar o aniversário de nossa formatura foi curioso descobrir
que ainda há, entre os contemporâneos de faculdade, quem o chame de Comandante. Tudo bem.
Faz sentido: Marcelo Spatafora mantém pleno comando de suas máquinas. E de sua arte.

 

Walterson Sardenberg Sº

I met Marcelo Spatafora in the first year of college. He was a good-natured and popular fellow, whom we called Captain. Let me explain: he then worked for the airline Varig. However it was not flying machines that were the object of his command, far from it. Rather it was 35 mm cameras; and later several other formats such as 6 x 6. Back in college, Spata - a nickname that caught on even more than Captain - clicked with immense pleasure and competence. His passion for photography was paralleled only by two others: the Beatles and coffee, the first being a great import and the second a valuable export. This was already an indication, in his personal life, of the immense versatility of this photographer who performs very well in several areas of the metier.

We became even closer friends when we worked together on the same magazine. Since then, I have been able to watch closely how Spata is not one, but several Spatas. Should you be looking for photos for advertising ..... he's your man. And he's an ace in the studio, from a snapshot of a cup of coffee to a still and even cars. Photos with artificial light are a specialty of this Beatlemaniac, who specialised in home fashion when working in one of the biggest studios in Milan. But he is also excellent when using natural light, as I was able to verify on location in various reports we did together for travel magazines; whether in Italy, Spain, Mexico, Hawaii ....... or wherever he went. And there is a reality that not all good professionals of his generation knew how to measure up to: the dizzying advance of technology. Yes, the rapid transition from analogue to digital photography left many good people behind, even helpless. But not Spata.
He realised, like few in the business, the immense advantages that technology could bring him. He would take an espresso coffee, put  "Abbey Road" to play and, meticulously, study each unfolding process in detail. He then competently mastered it. So today, Marcelo Spatafora has also become great in portrait, sensual and even in gastronomy photos. 
When our college class came together to celebrate an anniversary of our graduation, it was curious to discover that there were still some, among college contemporaries, who continued to call him Captain. But that's fine, it makes sense: Marcelo Spatafora
keeps full control of his machines. And his art.

Prêmios/Awards

13th International Color Awards
Photographer: Marcelo Spatafora - Brazil
Expertise: Professional
Position: Nominee
Category: Nude
Titile: Brazilian dancer 

7th Photography Masters Cup
Photographer: Marcelo Spatafora - Brazil
Expertise: Professional
Position: Nominee
Category: Sport
Title: Brazilian soccer

5th Photography Masters Cup
Photographer: Marcelo Spatafora - Brazil
Expertise: Professional
Position: Nominee
Category: Food
Title: Sgt. Pepper

Color Awards Annual: 2nd Photography Masters Cup
Photographer: Marcelo Spatafora - Brazil
Expertise: Professional
Position: Nominee
Category: Fashion
Title: Brazilian girl

Light, shadow and body.jpg
Brazilian soccer.jpeg
Sgt. pepper.jpeg

Contato/Contact

E-mail: spata@spatafora.com.br

Telefone/Phone:  +55 11 996120632

©2020 by Marcelo Spatafora | Daylight Produções Fotográficas

CNPJ 535817810001-11 - Jardim Aeroporto, São Paulo - SP. 

Tel.: +55 11 996120632

Email: spata@spatafora.com.br

With a little help from my daughter and friends